Arquivo da categoria: Sem categoria

Conheça um dos professores da BRAAPA, Eduardo Paiva

12804834_10156649056085457_6840194534619571740_n

Eduardo Paiva é formado em Rádio TV pela FAAP. Desde 1986, com diretores profissionais e de renome, se apresentava em espetáculos e festivais amadores.
Atuou em vários espetáculos de teatro infantil e adulto tendo destaque com o personagem Gaston, de “A Bela e a Fera”, no Teatro Imprensa, em 1995. Além disso, atuou em diversos comerciais e programas do SBT, chegando a ser contratado pela casa.

Em 1997 associou-se ao ator André Bravo Bravo valente para formar a BRAAPA Produções Artísticas e produzir o musical “Poliana, a menina”, produção essa que viria a receber indicações e prêmios do teatro, e que também foi considerada pela crítica como o melhor elenco de teatro infantil já visto em São Paulo até então.

A partir de 1998, começou a trazer diretores de TV para realizar cursos de interpretação para TV, no intuito de melhorar o nível dos cursos nessa área, o que acabaria por formar um modelo junto com seu sócio, seguido posteriormente pelos concorrentes devido à repercussão no mercado da organização e qualidade de ensino dos mesmos.

Eduardo Paiva atuou em longa metragem com co-produção internacional ao lado dos atores Michael York e Jennifer O’neal.
Atuou em vários filmes publicitários, entre eles destacam-se o comentado comercial da Azaléia aolado de Grazi Massafera do BBB5, que veiculou internacionalmente, dos carros Picasso da Citroën e Novo Gol, STILL (ferramentas de Jardim), DPVAT, Kaiser, Celulares Tess, e muitos outros. E também participou na TV do seriado do “As novas Aventuras de Tiazinha”(TV Bandeirantes) e das novelas “Tiro e Queda”e “Louca Paixão”(TV Record)

Em 2004 a 2007 esteve em cartaz com o espetáculo “Miss Brasil sou Eu” de Ronaldo Ciambroni no papel de apresentador.
Ele foi um dos professores de Interpretação para TV da Equipe BRAAPA no “1° Curso Internacional de Teatro e TV de Angola”, onde permaneceram 3 meses.
É apresentador dos eventos da empresa Italiana GAMA ITALY, nas feiras anuais Hair Brasil e Cosmética em São Paulo.

Em 2007 retornou ao elenco de “A Bela e a Fera” e em 2008 participou, como ator e produtor, do premiado espetáculo “Velório à Brasileira”.

É um dos diretores da BRAAPA FORÇA E CULTURA e atualmente Eduardo Paiva ministra cursos regulares de Interpretação para TV e Publicidade, além de aulas particulares de Apresentação de Programas de TV e Eventos na BRAAPA FORÇA E CULTURA, cumprindo satisfatoriamente o objetivo da proposta do projeto, que é fazer com que os atores sejam mais editados e aprovados nos testes de Publicidade e TV.

Eduardo Paiva e André Bravo Valente, juntos, foram responsáveis pela idealização, planejamento, organização e implantação da Escola de atores Wolf Maya no Shopping Frei Caneca.

Aproveite a oportunidade, faça sua inscrição para o Curso “Apresentador de TV” e tenha aulas particulares com essa fera que é Eduardo Paiva. Clique no Link e saiba mais https://bit.ly/2BF1o22 .

COMO ESCREVER UM ROTEIRO DE UM PROGRAMA DE TELEVISÃO

Ganar-dinero-escribiendo-en-la-web2

Assim como em qualquer projeto na industria do entretenimento, existem algumas regras que devem ser seguidas, e algumas dicas para se chegar ao sucesso.

Quanto maior a sua experiência, maiores também serão a suas chances de escrever um roteiro de sucesso. Esperamos que com essas informações você possa escrever um roteiro bem detalhado e de qualidade.

1 – Escolha um tema: Se você tem a chance de escolher um tema para o seu roteiro, aproveite para dedicar muito tempo. Escreva todas as ideias que você em sua mente. Com essa lista, você terá um leque de opções para escolher.

* Exponha a sua ideia – se gostarem, ela se tornara popular e sendo assim, será bem sucedida. Comente sobre ela para pessoas de sua confiança, ou você pode fazer uma pesquisa entre familiares e amigos. Também será bom conversar com pessoas experientes.

* Tome a sua decisão – mesmo que o tema não seja um dos mais populares, ele pode ter uma chance.
Procure escolher tema sobre o qual você tenha confiança e habilidade para escrever. Pois, nem sempre o que escolherem na sua pesquisa, será um tema do qual você tenha domínio sobre o assunto, dê sempre preferência aos que você tenha total conhecimento.

2 – Esteja sempre atualizado: Antes de iniciar a sua própria história, observe o trabalho de outras pessoas. Isso lhe ajudará a ter novas ideias e a eliminar as antigas, pois, não se deve mostrar aos produtores algo que eles já tenham visto.

3 – A importância de se fazer um esboço da trama básica do programa : Esse é o momento onde você estabelece o caminho para o resto do projeto. Essa possivelmente é a parte mais importante do seu trabalho.
Tente deixar as ideias organizadas para garantir a coerência, assim evitando os erros. Para isso tem quem faça um livro de rascunho, outros escrevem em fichas, mapa mental, programas de computador, enfim, o importante é utilizar-se do que melhor funcionará para você.

* Momento brainstorming – Faça uma lista de ideias para a sua história. Pense na história básica do seu programa. Lembre-se que uma trama original e interessante é de extrema importância para um programa interessante. Pense bastante sobre isso.

* Faça um piloto – Se o seu programa for produzido, você precisará de um. Isso é o que fará as pessoas se interessarem pelo seu programa. Não poupe detalhes, mas tem que deixar seus expectadores curiosos pelo próximo episódio.

* Desenvolva a localização – Faça a descrição dos principais locais em que a trama ocorrerá, que possam servir de referência para o momento das filmagens como: lugares, clima, linha do tempo, época, figurinos, idiomas, etc.

* Construa o personagem – Todo programa necessita de personagens interessantes e marcantes para agradar os espectadores e contribuir para a trama. É essencial considerar a trama e o gênero na hora de desenvolver os personagens.

4 – Produza uma lista de relação entre os personagens: Faça 3 listas. Uma de conflitos e desavenças: Consiste em 2 ou mais personagens que não se suportam. Você também poderá incluir nessa lista os motivos das desavenças desses personagens; Uma de amizades: Faça uma lista dos personagens que são amigos. Fale sobre o nível de cada uma dessas amizades e se durarão por toda a trama; Uma sobre relacionamento amorosos: Quais personagens formam casais ou quais eventualmente ficarão juntos no curso da história.

* Agora mais do que nunca exponha as suas ideias. É de extrema importância que nessa fase o seu trabalho esteja perfeito. Pois qualquer erro nesse ponto, será mais difícil e caro de consertar mais tarde. Por esse motivo é recomendado que peça ajuda a alguém mais experiente.

5 – Produza os detalhes: Se ainda não o fez, é o momento de desenvolver todos os detalhes do seu programa como: Trama, localização, personagens e itens ou artigos especiais.

6 – Hora de escrever o roteiro: Faça-o no formato padrão. Você pode encontrar na internet ou utilizar um programa de computador. Caso esteja escrevendo para algum concurso, eles lhe informarão sobre as regras especificas para o seu roteiro. Ou o seu produtor ou diretor deve passar as instruções.

7 – Releia: É valioso para se adquirir experiência. O fato é que quando você termina de escrever um roteiro, você é uma pessoa diferente da que o iniciou. Leia e corrija se for necessário.

Observação: O mundo do entretenimento nem sempre é fácil, por isso não se decepcione no caso de seu trabalho não agradar. procure por feedback e tenha em mente que fará melhor em uma próxima vez.

E você, quer aprender como apresenta um programa de televisão?
Venha participar do nosso curso Apresentador de TV, com aulas particulares e para grupos fechados. As inscrições já estão abertas, clique no link e saiba mais https://bit.ly/2BF1o22

DICAS PARA QUEM QUER INGRESSAR NO TEATRO MUSICAL

image2

O Teatro Musical está se tornando cada vez mais popular entre mulheres e homens, por ser uma excelente atividade extracurricular para o ingresso em faculdades.
E para você que tem o desejo de atuar na escola, comunidade ou produções musicais profissionais, precisa saber que haverá muitas etapas a serem cumpridas, que são elas:

1- Pratique

. Faça aulas – Cantar, atuar e dançar, são requisitos para o teatro musical. Faça aulas para melhorar seu desempenho nessas áreas.
Existem aulas que você pode encontrar através de anúncios em jornais, revistas locais feitas por professores.
Procure trabalhar com pessoas experientes nesse ramo e que ensinaram a outros que tiveram seus nomes seus nomes no topo(na calçada da fama)

. Foque-se no ensaio – Mesmo se já tiver terminado o treinamento formal, será necessário que continue ensaiando. Aprenda novas habilidades e mantenha-se flexível.
Adquira novas experiências cantando novas canções e participando de produções musicais comunitárias.

. Fique em forma – É preciso se mexer sempre nessas performances teatrais, seja em cena ou mesmo nos bastidores. Faça vários exercícios cardíacos como: correr, pular corda e nadar. Pois, será necessário ter energia para cantar e se mover ao mesmo tempo.

. Faça amizades com artistas musicais – Você poderá receber conselhos para o seu aprimoramento e também ficará por dentro de novos testes e audições, além de ser um ótimo apoio emocional.

2 – Estude para o teste

. Seja meticuloso com os materiais de teste/audição – O ideal é que se combine o estilo do teste com o estilo musical que será testado. Mantenha-se sempre fiel ao tema, cante canções semelhantes a do musical que irá interpretar, não vai querer cantar uma música clássica em um musical de gênero rock.

Atente-se:

. Em hipótese alguma – Se utilize de algum material de um espetáculo que a companhia tenha utilizado nos últimos 5 anos, para realizar o teste. Entenda que eles procuram por algo novo e não querem repetir novamente a atuação de um mesmo ator.

. Nos testes evite músicas muito populares ou complexas   Pois, os avaliadores procuram sempre por pessoas com conhecimentos significativos no teatro.

. Por mais que os filmes da Disney sejam ótimos – Evite utilizar suas canções para testes.

. Jamais cante algo que tenha ficado famoso pela interpretação de um artista famoso da Broadway –  Um ótimo exemplo é a canção “Taylor the Latte Boy”

. Pense muito bem – Antes de utilizar um material que contenha obscenidade ou insinuação excessiva.

musicaltheatre-showcase-banner-2

3 – Produza um monólogo

. Não só de música se faz um musical – Em sua grande maioria, é necessário que haja revezamento entre cantar e atuar. Por tanto, esteja preparado para demonstrar suas habilidades em ambos os quesitos.

. É importante – Não se utilizar de monólogos que também tenham sido utilizados em excesso. Diretores, produtores e a equipe do elenco gostam de ser surpreendidos com as escolhas dos monólogos.

Interessante!

. O ideal é conseguir mostrar suas variedades de emoções em um curto tempo. Por no máximo 2 minutos.

. Prefira monólogo retirado de filme ou peça – Pois são mais bem elaborados.

. Evite utilizar-se de monólogos com –  Gestos ofensivos, sotaques marcantes ou muitos movimentos. O mais importante e que está em questão é você mostrar suas eficiência na atuação na atuação e não na ofensa.

4 – Treine a dança 

. Ensaie variedades de estilo de dança –  Procure sempre aprender novos passos. Se houver uma parte musical dedicado a dança, o teste será avaliado como uma aula.

5 – Grave seus ensaios

. Filme o seu monólogo e as canções que pretende interpretar – Será importante para uma autoavaliação. Veja e reveja o vídeo para que você possa ver os pontos positivos e negativos da sua atuação, e assim, fazer correções, caso seja necessárias.
Lembre-se de encontrar um equilíbrio entre suas expressões faciais, gestos das mãos e movimentos.

 

Pronto! Agora você já estará mais bem preparado para ingressar no Teatro Musical. 😉

Aproveite e faça a sua inscrição para o nosso curso de férias “Oficina/Montagem em Teatro Musical” e participe do Musical “O auto da Compadecida”. Acesse o link e saiba mais: https://bit.ly/2LroluE

Conhecendo o Clown

pantomima

Ser um clown é se aprofundar em seu próprio ser e no de outrem. É ser um artista completo, que domina as áreas da música, dança, acrobacia, literatura, que alimenta o corpo e a alma. Pois, o clown depende do trabalho corporal, nunca pode esquecer as expressões faciais que criam seus tipos e gags.

O Clown emprega técnicas especificas a partir de métodos da mímica corporal e da pantomima.
Em sua origem, clown é originário de clod, uma palavra inglesa que significa camponês, rústico.

O clown nasceu com origem no circo, por volta de 1795, no Anfiteatro de Astley, como imitação de um Arlequim.
Seu primeiro número cômico foi no ano de 1700, criado pelo pai do circo moderno, Philip Astley. No começo o parceiro de Clown era um cavalo e somente a partir da segunda metade do século XIX, ele ganhou um novo parceiro, o clown augusto. Ambos formavam o contraponto do outro.

O clown branco usa uma maquiagem excessivamente branca, um figurino rico em detalhes e brilho, um chapéu pontiagudo e sapatilhas. Ele é sério e por muitas vezes cruel, e é muito seguro de si mesmo. Além disso, é muitíssimo habilidoso e inteligente.

O clown Augusto é o oposto do branco. Costuma ser mais amado pelo público, o que faz com que muito associem a figura do clow somente ao clown augusto, como o cineasta Frederico Fellini. O augusto é atrapalhado “inocente”, faminto, está sempre pronto para fazer “bobagens”, é isso que diverte o público. Suas vestes são largas e relaxadas, o que por muitas vezes faz com que seja associado à figura do vagabundo. Seus sapatos são sempre maiores que seus pés, e o seu chapéu é no estilo coco.

Entre os clowns brancos estão figuras como Marcel Marceau, Étienne Decroux, Buster Keaton, Debureau, Oliver Hard; E entre os augustos figuram: Stan Laurel. O caso de Charles Chaplin é particular, porque o próprio Chaplin era um clown branco, mas criou uma personagem augusta, o vagabundo Carlitos, contudo o próprio Carlitos não era um clown augusto puro, porque ele usava da malícia e da seriedade do branco para aperfeiçoar sua expressão augusta.

Carlitos chegou a ser considerado um clown moderno, pois ele conseguia mesclar em sua personalidade características trágicas e cômicas.

Gostou de conhecer mais sobre os clowns? Inspirou-se?
Venham participar do Workshop de clown, as inscrições já estão abertas, acesse o link e saiba mais: https://bit.ly/2FeyfAx

Créditos: Monica Dinah – Atriz

#clownbranco #clownaugusto #workshopdeclown #escoladeatoresbraapa.

CONHEÇA O PROCESSO DE DUBLAGEM NO ESTÚDIO

dubbing

O processo de dublagem pode ser um pouco simples, mas requer o trabalho de pessoa experiente no oficio.

. Os clientes dos estúdios de dublagem – Por exemplo, as distribuidoras de canais de televisão ou de filmes, enviam um programa do qual precisa ser dublado. E aí entra o papel do dublador, onde ele tem que assistir ao vídeo e ler o script.

. Depois de ler o script, o programa é dividido em anéis – Que são roteiros em trechos de 20 segundos. Depois dessa divisão, é feita a separação da voz do personagem e saber aonde cada dublador irá participar. O dublador só tem acesso ao texto no dia da gravação. Cada profissional grava em torno de 30 anéis por hora.

. O dublador é selecionado pelo diretor de dublagem do estúdio por meio de testes. Cada personagem, ganha um dublador. Uma boa porcentagem dos profissionas é freelancer. Porém para ser um dublador, é preciso ter o registro de ator. Por conta disso, muitos preferem serem chamados de ” Atores em dublagem”.

. No processo de gravação, o dublador assiste às cenas no monitor, ouve o áudio original, e na sequencia, grava as falas do seu personagem. O diretor faz a coordenação desse processo, enquanto o operador capta o som e libera as cenas que serão dubladas. Hoje, com tantos recursos tecnológicos, é possível prolongar ou encurtar a fala do ator para fazê-la caber na fala do personagem.

. Depois de tudo gravado, o material passa pelo processo de mixagem pelo operador, que sincroniza as falas e ajusta o volume do áudio. Em casos que o filme chega sem a trilha e os efeitos sonoros, é adicionado novamente no estúdio.

. O material pronto é revisado e gravado para o cliente. A gravação pode ser realizada em diversas mídias, podendo ser um DVD ou até mesmo uma fita Betacam digital, utilizadas em emissoras de televisão.

Muito interessante, não é mesmo?!

E aí, bateu aquela vontade de passar por esse processo?
Venha fazer parte do nosso Curso de Dublagem!

As inscrições já começaram, acesse o link e saiba mais https://bit.ly/2B6ZdUx .

Confira o depoimento da Diretora de Atores “O outro lado do Paraíso”

CapturarANDREA

Hoje vamos falar um pouquinho sobre a nossa orientadora talentosa Andrea Cavalcanti.

Atriz e professora de preparação desde 1.984, formada na UniRio em Bacharelado em Artes Cênicas. É professora de interpretação e diretora teatral, além de instrutora de dramaturgia na Rede Globo, onde trabalha, desde 2002, preparando atores para as telenovelas e minisséries produzidas pela emissora. Além disso, como atriz, interpretou alguns papeis em novelas como: Pantanal, Ana Raio e Zé Trovão, Torre de Babel e Laços de Família. Participou de inúmeros espetáculos profissionais como: A Gaivota, a Comédia dos Erros, Besame Mucho e etc.

Andrea Cavalcanti também teve participação em especiais e minisséries, atuou em alguns curtas dirigidos por Andre Warwar, Edson Erdmann.

Foi a responsável pela preparação do elenco de: “Malhação” por 8 Temporadas, preparando atores que hoje são protagonistas de novelas do horário nobre como: Paolla de Oliveira, Natalia Dill, Cauã Reymond, Bianca Bin e Grazi Massafera. Trabalhos esses impecáveis, dos quais os atores já agradeceram publicamente Andrea.

Os mais recentes foram a atriz Paolla Oliveira, quando recebeu o prêmio de Melhor Atriz, clique no Link https://bit.ly/2JBvKaR, e o ator Marco Pigossi, quando recebeu o Prêmio de Melhor Ator, clinque no Link https://bit.ly/2IIo49d, ambos na premiação “Troféu Domingão” 2018, onde ao fazerem agradecimentos, referiram-se a Coach Andrea Cavalcanti.

Que como coach, ela ajuda os atores no entendimento dos personagens, em suas relações, conflitos, hábitos cotidianos, etc. Um trabalho que da segurança ao ator, pois, amplia a visão ajudando-o a se conhecer e perceber os pontos intersecção entre ele e seu personagem.

Seu trabalho mais recente foi com os atores da novela “O outro lado do paraíso”, mais uma novela de sucesso, e a Andrea fez questão de publicar no seu Insta @cavalcantiandrea (https://bit.ly/2Ituo0G) um depoimento de agradecimento sobre mais esse trabalho maravilhoso em sua vida.

Andrea também esteve e está à frente de cursos e workshops como: “Programa de Férias”, da Secretaria Municipal de Cultura do RJ, Curso Intensivo de Interpretação para Adolescentes – Casa da Gávea, Curso Regular – Teatro de Arena (por três anos), Oficina Nelson Rodrigues – Teatro de Arena.

E nos dias 19 e 20 de Maio de 2018, estará ministrando o Workshop “A criação do Personagem” aqui na BRAAPA. Este Workshop abordará assuntos como: Autoconhecimento (Corpo e Voz) / Criatividade I/ Improvisação Livre, Criatividade II/ Improvisação Dirigida/ Introdução ao texto, Gravação das cenas, etc.

Conteúdo esses, abordados através de jogos, improvisação e exercícios teatrais. E tem como objetivo, fazer com que cada dia seja uma etapa de evolução e descoberta do talento individual de cada aluno.

Acesse o Link https://bit.ly/2vxMDjp e saiba mais.

Confira como melhorar seu desempenho para um teste de Teatro

584b13f3649e8.image

Fique Ligado: Procure acessar o site para obter informações sobre o que os Diretores estão procurando para o teste.

Envolva-se: Com a história dessa companhia de teatro como, shows passados, data de fundação, prêmios, etc. Eles ficarão satisfeitos em saber que você está comprometido.

Cuide-se: No dia que antecede o teste, procure se alimentar bem, ter uma boa hidratação e uma tranquila noite de sono.
Se for cantar, evite laticínios cafeína e outras cosas que podem secar a sua voz ou causar fleuma.

Vestimentas: A primeira impressão é muito importante, então se vista com roupas apropriadas, aposte em roupas neutras, uma camiseta e um jeans ou um vestido simples.

Visual: Não precisa se preocupar em cortar ou pintar o cabelo, o ideal é que você vá do jeito que está “agora”. Se eles acharem necessário para o personagem, eles mesmos irão fazer essas mudanças.

Você pode escrever em seu formulário que está disposto a fazer mudanças para o personagem.

Se você for menor de idade, pergunte aos pais ou guardião se eles concordam que faça mudanças, no caso de conseguir o papel, para que não haja desentendimentos futuros.

O MOMENTO DO TESTE

Demonstre respeito pelos outros atores no teste. Só aborde para conversar apenas se for convidado ou em caso de alguma emergência. O ideal é ficar focado para não perder a concentração.

Se perguntarem se está nervoso, diga apenas que está animado.

Seja sociável e gentil. Mesmo que o seu dia não tenha sido tão bom, coloque um sorriso no rosto, faça contato visual e aja de forma amigável. Demonstre que é uma pessoa legal para conviver no trabalho.

Seja honesto sempre. Pois, quando se é verdadeiro consigo mesmo, você terá maior probabilidade de impressiona-los com a sua confiança.

AO TÉRMINO DO TESTE

Em caso de não conseguir o papel, o trabalho ou o que quer que seja que estava tentando, agradeça os diretores. Pois, você não foi o único dispensado, isso não quer dizer que não seja talentoso.

Às vezes a decisão final foi por conta de algo tão simples como, altura ou a maneira de como se movimenta, enfim. Você pode perguntar o motivo de não ter sido escolhido para que você possa se aperfeiçoar.

* Seja sempre agradável, pois o primeiro teste pode dar errado ou eles podem precisar de alguém extra, e se lembrarão da pessoa que foi gentil e agradável que ficou em 2º lugar.

* Mesmo que você tenha certeza de que não passará no teste, faça mesmo assim, pois a prática o levará a perfeição. Nem sempre será possível conseguir os papeis, então, por que não praticar? Com mais experiências, você terá mais chances de conseguir entrar.

Os benefícios do teatro para o autista

bigstock-134751998-300x200

Nessa semana, no dia 2 de Abril, comemorou-se o dia Mundial da Conscientização do Autismo.

O autismo pertence a um grupo de doenças do desenvolvimento cerebral, conhecida como a TEA – Transtornos de Espectro Autista.

Por isso, resolvemos falar desse assunto, pois neste caso, a ciência e a arte podem andar juntas, sim.

Algumas iniciativas que unem a psicologia e o teatro têm se mostrado eficientes no controle de problema relacionado ao TEA.

PROJETO TEATRO SENSES

Estudos realizados nos E.U.A pelo projeto Teatro Senses, procuram ajudar crianças com esse transtornos a melhorar as habilidades sociais.

“Atuar pode causar impactos profundos na maneira como interagimos com os outros; a técnica ajuda a apurar o pensamento e a tornar o comportamento mais flexível”, diz a Blythe A. Corbett, da Universidade Vanderbilt, e atriz aposentada.

HABILIDADES DESENVOLVIDAS

As habilidades que são desenvolvidas pelos exercício dramáticos moldam a 3 principais dificuldades apresentadas por pessoas com esse transtorno, que seria: a flexibilidade na imaginação, interação social e comunicação.

No inicio do estudo, as crianças participam de improvisações e de jogos que lhes permitem assumir diferentes papeis, seguido por lições de roteiro, para depois se apresentarem em uma peça.

A habilidade de interação e a percepção social são medidas antes e depois do processo. O resultado é que ao final, as crianças mostraram aumento na consciência social e se recordavam melhor dos rostos.

RESULTADOS PROMISSORES

Da mesma maneira, outros dois grupos apresentam resultados promissores. A iniciativa Shakespeare e Autismo utilizam de jogos teatrais (com base em cenas das peças do poeta e dramaturgo inglês) e também o ritmo do pentâmetro iâmbico (métrica utilizada na poesia e nas artes dramáticas) para ensinar de forma implícita habilidades sociais.

O projeto Imaginando o Autismo, liderado pelas professoras de teatro Nicola Shaughnessy e Melissa Trimingham, da Universidade de Kent, na Inglaterra, tem como proposta uma programação semanal para as crianças com a síndrome, que agrega atuação, teatro de fantoches e elementos digitais interativos.

As equipes que estão envolvidas nos programas Teatro Senses e Shakespeare e Autismo estão em fase de conclusão de estudos mais rigorosos que comparam os participantes com crianças na lista de espera.

Viu só como o teatro se faz importante para a vida de muitas pessoas?

Os benefícios de sorrir

smile-1

Os benefícios que as aulas de teatro podem proporcionar são inúmeros, desde a melhora da autoestima, até o desenvolvimento de processos mentais como concentração, memorização e imaginação. Ótimo!

Porém, só que acompanha o dia-a-dia das aulas de teatro consegue confirmar: elas também podem promover um bem precioso que podemos ter diariamente, e o melhor, não custa nada: O RISO!

Sorrir é a melhor maneira de deixar de lado o mau humor e superar aquelas situações desagradáveis que acontecem na vida. Então, veja quais os benefícios que sorrir pode trazer para você:

  1. Aumenta a longevidade
    Quem sorri vive mais tempo e parece mais jovem. O sorriso natural rejuvenesce o rosto pelo menos três anos e quem sorri mais pode ter a sua expectativa de vida prolongada por até sete anos. Sorrir, em suma, é uma garantia real para se sentir sempre jovem.
  2. Fortalece o sistema imunológico
    Sorrir ajuda o corpo a relaxar. O relaxamento permite que o imunológico reaja mais rapidamente e de forma mais eficaz perante ameaças. Se o nosso sistema imunológico funcionar melhor, adoecemos menos, e nosso estado de saúde ganha muito com isso.

    article-0-189A376600000578-68_634x368

  3. Reduz o estresse
    Sorrindo muitas vezes naturalmente, aliviamos o estresse. As vezes os sintomas do estresse podem ser lido no rosto, mas um sorriso pode nos ajudar a termos um olhar menos cansado e abatido. Então, quando você estiver se sentindo estressado, tente tomar uma respiração profunda e dê um belo sorriso. Ele vai ajudar você a se sentir um pouco melhor.
  4. Pressão Arterial
    Sorrir ajuda a reduzir a pressão arterial e diminuir os batimentos cardíacos. Isto significa que o nosso coração trabalha melhor e sem fadiga também. Pessoas que sorriem, muitas vezes são menos propensas a desenvolverem doenças cardíacas e desfrutam de um melhor estado de saúde.
  5. Bom humor
    Sorrir, ou ver uma pessoa sorrindo, nos coloca em um bom humor. Por quê? Por causa das endorfinas que nos ajudam a deixar de lado a tristeza e a melancolia. Quando você se sentir um pouco para baixo, tente sorrir. O efeito de um belo sorriso, mesmo inicialmente forçado, é imediato sobre o humor.
  6. Produtividade
    Sorrir faz bem e é de grande eficiência também no local de trabalho. Quem sorri e tem bom humor é geralmente mais produtivo e trabalha melhor. Então, de vez em quando, faça uma pausa divertida para retomar o trabalho na maior boa vontade.

    smile_620x350_81476872251

    7. Cérebro
    O humor é uma verdadeira academia para o cérebro e sorrir o ajuda muito a exercitar-se. O exercício mental de rir ajuda a manter o cérebro trabalhando e isso é bom seja para o humor que fisicamente, tanto quanto fazer uma corrida ou um jogar uma partida de tênis. De acordo com as últimas pesquisas, o humor é capaz de aumentar a nossa força para os desafios da vida e a nossa flexibilidade mental.

    8. Relações sociais
    De acordo com um estudo realizado na Inglaterra, os sorrisos genuínos nos ajudam a estreitar relações sociais sinceras enquanto o sorriso não espontâneo, feito somente por educação, nos distancia dos outros. De acordo com especialistas, os sorrisos genuínos são uma valiosa forma de recompensa social. Fazem bem em nós mesmos e àqueles que nos rodeiam. Sorrindo, também se estimula a empatia e se incentiva o otimismo.

    9. Reduz o risco de AVC
    De acordo com a pesquisa apresentada pela American Stroke Association, ser pessimista e ver tudo escuro nos expõem a um maior risco de AVC – Acidente Vascular Cerebral. O nosso modo de ser e o nosso caráter realmente afetam o nosso estado de saúde. Por isso, sempre tente ver o lado positivo das coisas. Podemos escolher sermos felizes e otimistas para nos sentirmos melhor, imediatamente!

    10.  Aumenta a confiança
    Quando as pessoas ao nosso redor sorriem sinceramente, tendemos a confiar-lhes muito mais. A confiança é um componente muito importante em nossas relações com os outros, mesmo que sejam apenas conhecidos. Basta dizer que algumas relações nasceram graças a um simples sorriso.

    11. Estimula a concentração
    O estresse pode restringir nossa capacidade de atenção e concentração. Uma das armas mais eficazes para garantir ao nosso corpo um momento de relax é o sorriso. Sorrir neutraliza o efeito negativo do estresse e reabre nossas mentes para a melhor capacidade de percepção e realização de multitarefas.

    12. Reduzir a dor
    O sorriso e a risada estão ambos associados a uma redução da dor. Graças ao sorrir e ao rir, endorfinas são liberadas no organismo, o que não só melhorar o humor, mas também nos ajudar a suportar e aliviar a dor. Este é o segredo do sucesso da terapia de palhaços em hospitais.

    13. A chave para o sucesso
    Sorrir te dá segurança e pode ser a chave para o sucesso, tanto na vida pessoal quanto no trabalho. Sorrindo, as pessoas tendem a atrair relacionamentos gratificantes e a ter feedbacks mais positivos. Sorrindo nos dispomos mais a aceitarmos a ajuda dos outros, e ficamos mais abertos ao diálogo pacífico, dando o sinal de que não estamos interessados na competição e tendemos a propormos as idéias vencedoras.

    14. Tornar-se mais atraente
    O sorriso torna as pessoas mais atraentes e simpáticas. Apertar a mão de uma pessoa que sorri é uma experiência agradável e que melhora a nossa primeira impressão sobre novas amizades. Quem sorri, muitas vezes aparece à vontade e mais aberto aos outros do que aqueles que tendem sempre a fazerem um beicinho.

    15. Yoga do riso
    E se de um simples sorriso nascesse uma boa risada? Rir faz bem. Isto é confirmado pelos numerosos benefícios da Yoga do riso, que ladeiam os efeitos positivos do simples sorriso, superando o estresse, a raiva, o medo e a dor.

    Por: Daia Florios
    Fonte: GreenMe

Saiba mais sobre cursos de teatro, acesse: www.braapa.com.br

Você já ouviu falar em gêneros teatrais?

 

teatro-arena-53a9ea99de217

Sim, eles existem e podemos classificá-los de várias formas.

Comédia
Um espetáculo que recorre intensivamente ao humor, tudo que remete ao engraçado e ao riso.

Drama
Utilizado em qualquer representação de personagem, é uma personalização que pode ser representado facilmente em filmes, cinemas, telenovelas ou qualquer roteiro que tenha uma trama com personagens, abordando um caráter sério, a interpretação é baseada em fatos da vida real.Seu subgênero é conhecido como Auto, neste caso os atores também abordam fatos reais, porém utilizam o cômico e o moralismo com representação.

Monólogo
É uma fala ou discurso representado por apenas uma pessoa.

Clown 

É uma tradução da palavra inglesa para palhaço.
No teatro o ator se apresenta de forma exagerada, ele utiliza alguma característica própria, para representar o exagero.

teatro-caio-palhaco

 

Musical
É um estilo teatral que combina música, canções, dança e diálogos falados.

Stand –Up
Expressão inglesa que indica um espetáculo de humor executado por um comediante apenas. Esse movimento artístico surgiu em Paris nos anos 20.

Teatro Infantil
Além de ter uma importância na educação, ele permite ao aluno uma gama de aprendizado, como a socialização, a criatividade, a coordenação, a memorização, o vocabulário, etc.

Teatro de Fantoches
É um teatro representado por bonecos, em que a forma de atuação, caracterização e técnica de redação do texto, acaba se tornando única entre todos os gêneros.

download

Teatro de sombras
Essa é uma arte antiga que teve origem na China. Essa representação é feita através de sombras, onde o ator em si não aparece. Atualmente é praticada em mais de 20 países por diversos grupos.

Teatro Lambe-Lambe
É uma linguagem de formas animadas que ocupam um espaço cênico mínimo, formado em um palco em miniatura.
Nesse espaço são apresentadas peças teatrais de curtíssima duração, através da manipulação de bonecos.
Essa técnica teve seu registro no antigo oriente e ganhou espaço no Brasil na década de 90.

O teatro aborda muitos gêneros, é necessário empenho e disposição para desbravar esse mundo de encantos que ele nos proporciona.
E você, em qual gênero teatral se encaixa mais? Conte pra nós.

Fonte: Teatro Oficina

Acesse nosso site e saiba mais sobre nossos cursos.
www.cursodeteatro.com.br